Localização:

Fale Conosco:

(91) 3201-7700

CataAmazon 2016.

Endereço: 

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

NOTÍCIAS

Comissão de Gestão do Aurá retoma reuniões para debater centro integrado para os catadores.

Na tarde de segunda-feira, 27 de Março, às 14h30,  na sede do Programa Trópico em Movimento, na UFPA, a Comissão de Gestão do Aurá retomou as reuniões que começaram ano passado para dar continuidade às discussões sobre o Centro de Triagem, Processamento, Capacitação e Comercialização de Recicláveis e Reutilizáveis do Aurá (CTPCR do Aurá). As pautas debatidas foram no sentido de buscar um modelo de gestão que deverá ser desenvolvido no Centro.

O objetivo do CTPCR do Aurá é tornar-se um centro integrado que atenda a todas as cooperativas e associações de catadores de Belém no intuito de beneficiar e agregar valor ao material coletado para que possam ser vendidos diretamente para grandes empresas de reciclagem, sem passar por atravessadores. “Hoje, há 3 galpões de coleta e triagem da prefeitura, mas o material que sai de lá ainda não é aceito pelas empresas, por isso o centro deve ter equipamentos para beneficiar esse material, agregando valor”, explica Soraia Knez, diretora geral da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMMA), e integrante da comissão.

A comissão foi formada em 12 de Setembro de 2016, através do decreto Nº 86.535 e é composta por representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMMA; Secretaria Municipal de Saneamento - SESAN; Fundação Papa João XXIII - FUNPAPA; Universidade do Estado do Pará - UEPA; Universidade Federal do Pará - UFPA; Rede Cata Pará; Rede Recicla Pará.

De acordo com Denilson Sizo, especialista em planos de negócios e consultor econômico pelo Trópico- UFPA, e convidado para participar da reunião de hoje, esta proposta representa “um grande desafio, pois há muitos interesses dos catadores envolvidos e eles precisam dialogar, visto que é um negócio que vai gerar dinheiro, e para que todos sejam contemplados justamente.”, e diz que a grande preocupação é de que seja um trabalho integrado entre as cooperativas e associações.

Durante a reunião foram debatidos alguns itens que são de suma importância para a viabilidade do empreendimento, como a questão da segurança do centro, a compra de equipamentos específicos, a articulação com empresas para compra do material a ser produzido, e o gerenciamento do empreendimento pelos catadores, que devem se responsabilizar de forma democrática pelo uso do espaço entre as redes e cooperativas.

Outro ponto levantado por Denilson Sizo foi a questão da capacidade inicial do espaço, ainda pequeno “hoje o galpão não tem grande capacidade. É preciso definir a capacidade por dia e definir os materiais que podem ser mais rentáveis por enquanto, como o papel”, explica. Para Nádia Luz, catadora e presidente da rede CataPará, integrante da comissão, o centro representa “um momento histórico para a categoria em Belém, de valorizar os catadores e a venda de material”, afirma. A próxima reunião da comissão deve ocorrer em Abril para dar prosseguimento aos debates e encaminhamentos.

Os representantes da comissão que estiveram presentes foram Soraia Knez, diretora geral da SEMMA; Luciano Louzada e Ailton Lima, técnicos do programa Trópico em Movimento- UFPA; Andrea Marçal, assistente social da FUNPAPA, coordenadora do Centro de Referência em Assistência Social Do Aurá (CRAS-Aurá), e Michelle Oliveira, assessora do secretário adjunto da FUNPAPA; Nádia Luz, presidente da rede CataPará; e Wladimir Varela, coordenador de coleta seletiva da Sesan.                                                                                                                                                                                       

 

Além dos integrantes da comissão, também estiveram presentes os convidados Dione Matos, coordenadora da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda – Pará (SEASTER); Débora Baia, presidente da cooperativa CONCAVES; Denilson Sizo, técnico do Trópico em Movimento em gestão empresarial – UFPA;Layse Pinheiro, estudante do PPGCA- UFPA; Regina Macêdo, da SEASTER; e Gessíria Leão funcionária da Sesan.

Texto: Flávia Cortez