Localização:

Fale Conosco:

(91) 3201-7700

CataAmazon 2016.

Endereço: 

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

  • cataamazonufpa

Cooperativa de Icoaraci integra o Projeto de Equipamentos do Programa Pró Catador

A presidente da COCAVIP, Nádia da Luz, assinou o termo de aceite do projeto, garantindo à cooperativa o recebimento desses equipamentos e a adequação para o processamento dos materiais recicláveis.

Na última quarta-feira (26), o projeto “Incubação para fortalecimento de cooperativas e associações de catadores e catadoras de materiais recicláveis e reutilizáveis em municípios do Pará”, representado pelo engenheiro sanitarista Luciano Louzada, apresentou o projeto de Equipamentos à Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis Visão Pioneira de Icoaraci (COCAVIP) em sua sede, no distrito de Icoaraci, região metropolitana de Belém.

O engenheiro sanitarista Luciano Louzada, apresentando o projeto de Equipamentos na sede da COCAVIP.


O projeto de Equipamentos faz parte do programa Pró Catador, voltado para operacionalizar as associações e cooperativas de catadores do Pará. Durante a reunião, a presidente da COCAVIP, Nádia da Luz, assinou o termo de aceite do projeto, garantindo à cooperativa o recebimento desses equipamentos e a adequação para o processamento dos materiais recicláveis, incluindo o espaço físico da sede, caso seja necessário.

A presidente da COCAVIP, Nádia da Luz, assinando o termo de aceite do projeto.


O projeto Incubação, realizado pelo Programa Interdisciplinar Trópico em Movimento, da Universidade Federal do Pará (UFPA), busca estimular o desenvolvimento de pequenos empreendimentos populares, através de suporte gerencial, científico, tecnológico, estudo de mercado, comercialização, apoio de infraestrutura e identificação de linhas de financiamento/fomento, proporcionando às cooperativas e associações, inseridas no processo de incubação, condições favoráveis ao desenvolvimento de maneira acelerada e sustentável das atividades econômicas.


Por Karina Samille Costa