Localização:

Fale Conosco:

(91) 3201-7700

CataAmazon 2016.

Endereço: 

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil

  • cataamazonufpa

Engenheiros desenvolvem concreto a partir do plástico

Atualizado: 27 de Nov de 2018

Startup C&M transforma plástico em insumos para a indústria da construção civil.

Os Engenheiros Civis, Carlos Lourenço e Marcos Sousa, da C&M Agregados Polímeros.


Os engenheiros civis Marcos Sousa e Carlos Lourenço, proprietários da C&M Agregados Polímeros, startup localizada no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT-GUAMÁ), no campus da Universidade Federal do Pará (UFPA) em Belém, desenvolveram um novo insumo sintético, que pode ser utilizado na construção civil como agregado em concretos e seus derivados.


“Esse trabalho a gente vem desenvolvendo há mais de dois anos. Ele começou na faculdade, a ideia surgiu durante o nosso Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e a gente viu que foi viável e avançamos. Só que não é tão simples como parece, pois não basta apenas misturar o plástico com o cimento para se chegar num resultado ideal, pois precisávamos dar resistência mecânica e aderência ao plástico”, ressalta Marcos.


A startup pesquisa sobre os polímeros termo plásticos, com o intuito de reciclar e reutilizar os insumos gerados pelo consumo excessivo de sacolas plásticas e demais produtos derivados desse material que, segundo o estudo realizado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ALBREPE), em 2017, cerca de 7 milhões de toneladas de materiais recicláveis não foram coletadas adequadamente no Brasil e o descarte, mais de 59% foram para os aterros sanitários.

Blocos feitos com insumo sintético a partir do plástico.


“Grande parte destes resíduos vai parar no meio ambiente e as pesquisas desenvolvidas pela Startup C&M Agregados Polímeros mostra que esse problema pode ter um fim socioambiental e socioeconômico com potencial escalável de valor, pois todo esse volume de resíduo se transformaria em insumos de qualidades para toda a cadeia produtiva da indústria da construção civil e o que é problema passa a ser solução capaz de impactar positivamente o meio ambiente e a cadeia produtiva da indústria da construção civil”, explica Carlos.


A viabilidade técnica e econômica da utilização dos plásticos de acordo com os engenheiros, é de que esses insumos podem ser introduzidos diretamente na cadeia produtiva da construção civil por meio de agregado graúdo tanto para concretos como para concreto asfáltico. Além disso, podem ser utilizados como insumos derivados do concreto, como blocos, tijolos, placas de revestimento, tubulações de concreto, pedras-plásticas entre outros produtos e instrumentos estruturais.


Trata-se de um insumo criado a partir do plástico pelos engenheiros civis da C&M, que além do baixo custo e eficiência, garante segurança e qualidade à cadeia produtiva da indústria da construção civil, gerando também economia e renda para as cooperativas de materiais recicláveis que coletam em grande escala esse tipo de material.


Por Karina Samille Costa