• cataamazonufpa

Plástico reciclado de embalagens de shampoo vira próteses para crianças com deficiência

Hoje aposentado, o australiano Bernie Craven fundou a Waste Free Systems – empresa que reutiliza materiais descartados de salões de cabeleireiro para fabricar próteses para crianças com deficiências. Depois de 40 anos trabalhando em salões de beleza, ele pôde conviver de perto com o desperdício diário neste tipo de estabelecimento e decidiu mudar esta realidade.

Até agora, duas crianças que nasceram sem a mão esquerda começaram a testar as próteses criadas por sua empresa – Connor Wyvill, de 11 anos, e Haley Wright, de 12 anos. Praticantes de esportes, eles já estão utilizando as mãos biônicas há 2 semanas, não apenas em atividades cotidianas, já que eles também ganharam versões especiais somente para andar de bicicleta.

O período de testes com as crianças é fundamental para que a empresa possa aperfeiçoar seu produto. Segundo Craven, graças a eles o produto já está sendo melhorado: “Ambos sentiram que elas eram um pouco longas e queriam ter mais controle nos dedos, então fizemos alterações”. As próteses ainda não estão sendo comercializadas, mas para fabricar os protótipos a empresa fez uma parceria com a ONG E-Nable, que produz próteses em 3D para crianças ao redor do mundo. O empresário também abriu uma campanha de financiamento coletivo, da qual conseguiu arrecadar cerca de 28 mil reais até agora.

Processo de fabricação


Após coletar todas as embalagens plásticas em salões de cabeleireiro da Austrália, todo este material passa por um processo de lavagem e secagem. Depois, um desumidificador resseca o material, que é colocado, na sequência, em uma máquina de extrusão. Através deste aparelho, as embalagens são transformadas em filamentos de impressora 3D e assim transformados em próteses.

O primeiro protótipo criado nesse sistema demorou nove horas para ser impresso e exigiu 42 metros de plástico compressado. Esta iniciativa tem feito com que cerca de 90% do material jogado descartado nos salões seja reciclado corretamente. Para isso, a Waste Free Systems oferece caixotes a estes estabelecimentos.


Próximo passo


O foco é a reciclagem do plástico, mas a empresa também recolhe outros materiais, como papelão, vidro, ferramentas eletrônicas, produtos químicos e cabelo. Convicto da importância de sua iniciativa, o empresário divulga seus próximos passos: “Nosso plano de negócio é reduzir o lixo levado aos aterros e, desse modo, reverter o impacto no meio ambiente, educando empresários para que eles reimaginem e reorganizem seus desperdícios de uma maneira melhor”.


Fonte: Hypeness


Localização:

Fale Conosco:

(91) 3201-7700

CataAmazon 2016.

Endereço: 

Campus UFPA - Rua Augusto Corrêa, 01 - Casa do Poema,

Bairro Guamá, 66075-110, Belém, Brasil